"A empresa do futuro deveria ter a capacidade de organizar as pessoas em torno de um interesse comum, retomando o velho significado de companhia." Charles Handy (1997)

A identificação e o aproveitamento adequado dos talentos e do potencial das pessoas existentes nas organizações fundamenta a obtenção dos recursos compatíveis com as exigências atuais do mercado, proporcionando a inserção do país na Sociedade do Conhecimento